A Cooperativa de Crédito dos Pequenos Empresários, Microempresários e Microempreendedores de Lages - Credicomin - realizou ontem à noite, no auditório da CDL, sua Assembléia Geral Ordinária (AGO). No evento, que contou com a presença do presidente do Sistema CECRED (Central cooperativista da qual a Credicomin é vinculada), Moacir Krambek, além do presidente Nilton Alves e dos demais membros da  diretoria e um número expressivo de associados, foram apresentados os números da cooperativa referente ao exercicio de 2011. Com menos de quatro anos de existência, a Credicomin fechou o ano de 2011 com 1.370 associados (em junho de 2008, quando começou as atividades, eram apenas 30 sócios, com um capital social de pouco mais de R$ 60 mil). Do final de 2010 até o final de 2011, o crescimento no número de sócios foi de 51%. O Patrimônio Líquido da cooperativa encerrou 2011 totalizando R$ 1.381.000,00 (crescimento de 112% sobre o ano anterior). No período de um ano, a carteira de empréstimos cresceu 49%, totalizando no final do ano R$ 4.648.000,00 em empréstimos efetuados a seus associados no período. Já os depósitos totais da cooperativa chegaram a R$ 6.825.000,00 (crescimento de 88% com relação ao ano anterior). Já os ativos totais da Credicomin (recursos totais administrados pela cooperativa - incluindo capital próprio e dinheiro de clientes) chegou a R$ 9.932.000,00. A notícia mais alvissareira, no entanto, é que os 1.370 associados da cooperativa deixaram de gastar com tarifas, juros exorbitantes e outros encargos cobrados por bancos um montante que chegou a quase R$ 1,9 milhão. Ou seja, se os clientes da Credicomin tivessem realizado as mesmas operações em bancos comerciais, teriam pago esse valor a mais, dinheiro que acabou ficando em seus bolsos ou na conta da Credicomin (as tarifas da cooperativa são muito mais em conta - não se cobra taxa por manutenção de conta, nem tampouco para liberação de talões de cheques, etc). Por fim, a AGO da Credicomin, que aprovou todas as contas do exercício de 2011, ainda teve de destinar R$ 124 mil das sobras do exercício. Esse dinheiro fui utilizado para remunerar em 9,85% o valor da cota parte dos associados, além de outros pequenos repasses aos clientes (proporcional às movimentações de cada um no exercío - nos empréstimos e/ou aplicações realizadas). Em agosto deste ano, a Credicomin muda de sede. Ficará instalada em prédio de 480 metros quadrados, logo acima do terminal urbano, em prédio moderno e com dois pavimentos. Loreno Siega - Revista Visão