Concursos, shows, bailes, cavalgada e seminário. São alguns dos atrativos da 9ª Feira da Moranga, que inicia nesta sexta-feira (13) e vai até domingo, na praça Central de Ponte Alta. A expectativa de público é de mais de 15 mil visitantes, segundo o prefeito Luiz Paulo Farias, que disse que o município colhe em média, dez mil toneladas de moranga por ano. Na programação do evento consta também, sessão solene da Câmara de Vereadores e primeiro seminário da Agricultura Familiar, além de premiação da "melhor moranga" que será analisada por uma comissão julgadora. A Feira da Moranga vem sendo divulgada pela rainha e as princesas em toda Serra Catarinense e passou por cidades como Frei Rogério, na Frei Fest. A Cavalgada que parte da localidade do Cerrado, domingo de manhã, será um dos pontos altos da festa. Também o show nacional com a dupla Hugo e Thiago, às 19 horas e o baile com João Luiz Correa e Grupo Campeirismo prometem esquentar a programação final da festa. A rainha Carolina Zart e as princesas Stefani Cristina Zart e Letícia Bianchini Farias estarão recepcionando os convidados da festa e mostrando este potencial econômico de Ponte Alta. Maior produtor de SC A principal cultura agrícola de Ponte Alta, a abóbora conhecida por moranga tetskatubo vem ocupando uma área cada vez maior de cultivo. Este ano, foram plantados cerca de mil hectares só desta variedade. Junto os produtores cultivam a moranga amarela e a abóbora menina que servem basicamente para polinizar a tetskatubo. A abóbora é a atividade de maior densidade econômica do município. Sua produtividade chega até 25 toneladas por hectare e os maiores mercados consumidores estão em São Paulo, Minas Gerais e Paraná. As boas safras dos últimos anos, vêm mantendo Ponte Alta no topo da produção catariennse e foi este o motivo que resultou na criação da Feira Estadual da Moranga. O município possui ao menos 40 produtores distribuídos em doze comunidades que vivem quase que exclusivamente da produção de abóbora. Por conta das safras da abóbora algo em torno de R$ 3 milhões é a movimentação que se efetiva a cada ano. Informações AMURES