Para quem conseguiu viabilizar e implantar uma unidade do IF-SC em um munic√≠pio com pouco mais de 2 mil habitantes (√ļnica unidade do Brasil em munic√≠pios com menos de 25 mil habitantes), sonhar √© poss√≠vel. Tomara que d√™ certo. PRESIDENTE DA AMURES PLEITEIA EM BRAS√ćLIA CENTRO ESPORTIVO NACIONAL¬†PARA A SERRA CATARINENSE Dotar a regi√£o com um dos melhores centros poliesportivos do pa√≠s, com potencial para realizar o treinamento de equipes de alto rendimento e grandes eventos esportivos e culturais. Foi o motivo de audi√™ncia na tarde desta quarta-feira (18), do presidente da Amures Amarildo Gaio com o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo. A proposta de cria√ß√£o de um do Centro de Treinamento Esportivo da Serra Catarinense, foi entregue ao ministro que determinou ao Secret√°rio Nacional de Esportes de Alto Rendimento, Ricardo Leyser Gon√ßalves imediato estudo de viabilidade do empreendimento. A audi√™ncia foi agendada pelo deputado federal Valdir Colatto que justificou o empreendimento como uma iniciativa para desenvolver a regi√£o economicamente. O empreendimento prev√™ pista de atletismo, pista de ciclismo, pista de patina√ß√£o no gelo, vila de treinamento gin√°stica ol√≠mpica, campo de futebol, piscina ol√≠mpica, gin√°sio de esportes, salas de muscula√ß√£o, fisioterapia, sauna, hidromassagem, e dentre outras depend√™ncias laborat√≥rio de esfor√ßo f√≠sico. O Centro de Treinamento Esportivo poderia alavancar o turismo da regi√£o, desenvolver projetos de inicia√ß√£o esportiva, desenvolver estudos e pesquisas cient√≠ficos sobre treinamento f√≠sico e contribuir para a forma√ß√£o dos estudantes do curso de educa√ß√£o f√≠sica das faculdades da regi√£o. ‚ÄúSer√° o maior empreendimento do g√™nero no Estado, mas que depende de recursos federais‚ÄĚ, frisou o presidente da Amures. Ele reiterou ao ministro, que estudos indicam que a altitude beneficiava os resultados de velocidade dos atletas. E citou dentre as principais adapta√ß√Ķes ocasionadas pelo treinamento da altitude, a melhora da produ√ß√£o de eritropoitina, prote√≠na produzida nos rins que estimula a produ√ß√£o de gl√≥bulos vermelhos na medula √≥ssea, melhora o consumo de oxig√™nio e aumenta a atividade mitocondrial nas c√©lulas musculares. Caso viabilizado, o empreendimento esportivo dever√° ser implantado num dos munic√≠pios de maior altitude da Serra Catarinense. Despontam como sede do poss√≠vel neg√≥cio, os munic√≠pios de Urubici, Bom Jardim da Serra, Urupema e S√£o Joquim. Um estudo mais detalhado dever√° ser encaminhado ao Minist√©rio dos Esportes para an√°lise t√©cnica. Aldo Rebelo foi sucinto em suas coloca√ß√Ķes e disse apenas que a proposta ter√° uma reposta sobre a viabilidade. On√©ris Lopes - Asses. de Imprensa da Amures