Essa é a solicitação do vereador Marcius Machado (PPS) no requerimento 055/12, aprovado na Câmara de Lages, na terça-feira (23/05). O parlamentar requer estudos de viabilidade para implantação do curso de Medicina na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), campus III, em Lages, e a construção de um Hospital Universitário.

 Em suas considerações, Marcius diz que a existência de somente uma instituição de ensino superior na Serra Catarinense, que oferece apenas 40 vagas por ano para o curso de Medicina, é insuficiente para atender a demanda da região. “Necessitamos urgentemente da atuação do Estado-membro para a implantação de mais um curso em Lages. Assim com a Uniplac, a Udesc é reconhecida pela qualidade do ensino, por isso nossa indicação ”, diz.

 O vereador destaca as inúmeras reclamações neste setor e as longas filas de espera, principalmente pela falta de médicos.  Para ele, os municípios serranos estão enfrentando uma crise sistêmica e com prejuízos incalculáveis para a saúde da população, mesmo pagando salários atrativos. Cita como exemplos os municípios de Celso Ramos, que paga R$ 17 mil, Bocaina do Sul, R$ 12 mil, e Correia Pinto, que remunera o profissional com R$ 9 mil. “Em um primeiro momento pode parecer utópico, mas a necessidade existe”.

Taina Borges - Asses. de Imprensa da Câmara de Lages

Comentário do blog: O Marcius quer um novo curso de Medicina em Lages. E eu sugiro à Presidente Dilma que implante em Lages uma refinaria da Petrobrás.