Sindicatos de jornalistas de todo o país promovem nesta terça-feira, 30 de maio, atividades em defesa de um piso salarial nacional para a categoria. À tarde, em Brasília, dirigentes da FENAJ e de entidades sindicais estaduais concentram-se no Salão Verde da Câmara dos Deputados para o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa do Piso Nacional dos Jornalistas, previsto no Projeto de Lei 2960/2011, do deputado federal André Moura (PSC/SE). Segundo a proposta, o piso será fixado num valor equivalente a seis salários mínimos (R$ 3.732,00).

  MOBILIZAÇÃO   Aqui em Santa Catarina, a partir das 16 horas, os  diretores do SJSC participam de uma mobilização na Assembleia Legislativa de Santa Catarina para defender a aprovação do piso nacional e buscar o apoio dos parlamentares catarinenses ao projeto apresentado em Brasília.    Na avaliação do presidente do SJSC, Valmor Fritsche, o PL 2960/2011 valoriza uma profissão que tem papel fundamental na sustentação da democracia e na garantia da liberdade de expressão. “Um salário digno contribui para valorizar os jornalistas e também para melhorar as suas condições de trabalho”, observa Valmor. “O país que protege seus jornalistas da exploração e da violência está em melhores condições de preservar sua saúde civil, melhorar a qualidade da informação jornalística e garantir o direito da população à informação”.   Enviado pelo Sindicato dos Jornalistas  Profissionais de SC