Após um processo que se “arrastava na burocracia oficial” há mais de três anos e meio, a  Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina – Fetranscesc – recebeu oficialmente hoje pela manhã, no Cartório do 4º. Tabelionato de Notas e Protestos Yara Faria Camargo, em Lages, a escritura definitiva de um terreno com mais de 20 mil metros quadrados de área, localizado às margens da BR-282, no bairro Vila Mariza, doado pelo Município de Lages para que a entidade implante no local um moderno  Centro Assistencial e Profissional Integrado do Trabalhador em Transportes - CAPIT - vinculado ao Sistema SEST/SENAT.  Trata-se de uma estrutura moderna e funcional que prestará  atendimento médico e social, espaço para treinamentos e recreação a todos os profissionais do transporte da região (motoristas, taxistas, freteiros, seus familiares, dependentes, incluindo as comunidades próximas).

Tal equipamento a ser implantado em Lages  terá uma área construída superior a 5 mil metros quadrados (incluindo auditório para 150 lugares, ginásio de esportes, salas de atendimento e consultórios para médicos, dentistas, fonoaudiólogos e fisioterapeutas, setor administrativo e salas de treinamento). E vai representar investimentos diretos na sua implantação na ordem de R$ 10 milhões, com a geração de 35 empregos diretos (médicos e outros profissionais da saúde, do lazer, esportes e da parte administrativa).

 

“Lages estava mapeada para receber essa estrutura há  vários anos. Mas tivemos uma série de contratempos burocráticos até oficialmente receber o terreno, o que felizmente está acontecendo  hoje. Agradecemos de maneira especial  à atuação profissional e decisiva da ACIL e de outras entidades empresariais da cidade que deram celeridade ao processo, à Prefeitura Municipal e ao prefeito Renatinho pela doação do terreno e ao Governo do Estado, através da Secretaria da Fazenda, que agilizaram os trâmites nesta etapa final. Em no máximo 90 dias, assim que a escritura der entrada  em Brasília (no SEST/SENAT),  queremos  iniciar a terraplanagem para iniciar a implantação do CAPIT de Lages. E queremos entregar a obra no máximo dentro de um ano a partir de seu início”, declarou Pedro Lopes, presidente da Fetrancesc.

 

Luiz Spuldaro, presidente da ACIL, informou que o projeto do CAPIT de Lages vinha se arrastando há muito tempo. “No Fórum das Entidades Empresariais da cidade, há 15 dias, resolvemos chamar o assunto para nossa responsabilidade. Nestas pouco mais de duas semanas, foram inúmeros telefonemas, providências e questões burocráticas que ajudamos a  resolver, sempre contando com a ajuda da Secretaria da Fazenda do Estado, Prefeitura de Lages  e também do pessoal aqui do Cartório, que foram muito profissionais e solícitos a nossos pedidos. Essa estrutura será muito importante para Lages. Daí o porquê do nosso envolvimento. Agora é torcer para que a obra de fato seja implantada rapidamente”, ponderou.

 

Loreno Siega - Assessoria de Imprensa da ACIL