Acabou, finalmente, o mistério que rondava o PPS de Lages. O ex-deputado federal Fernando Coruja \"tirou o time de campo\" das pretensões de disputar a Prefeitura de Lages. E indicou o vereador Toni Duarte para ser vice na chapa que terá Elizeu Mattos (PMDB) como candidato a prefeito.

Desta forma, os únicos dois mistérios que ainda pairam no ar são os destinos do PTB (que já sinalizou com grande força que poderá apoiar Elizeu Mattos - ao menos é isso que deseja o presidente da Câmara, vereador Anilton Freitas). E também o PSDB, que deveria estar no almoço de hoje no Conta Dinheiro mas  pediu mais 15 dias para decidir que rumo vai tomar. O mais provável é que venha apoiar Antônio Ceron e Sirlei Rodrigues (é o que deseja a ala de Paulo Cesar da Costa). Ou então, se prevalecer a vontade dos correligionários do vice-prefeito Luiz Carlos Pinheiro Filho, deverá sair com candidatura própria.

Com relação à tese ventilada por alguns bloguistas da cidade, de que o único problema para o PSDB lançar candidato seria a falta de dinheiro, não me façam rir. Todo mundo sabe que Costinha é um dos homens (Pessoa Física) com maior patrimônio e grana da paróquia. Pinheiro também é um grande empresário, o mesmo valendo para Monarim (presidente do partido) e para o empresário Alberi Chidelli (Cepar). Então, que façam uma \"vaquinha\" entre eles e lancem candidato, ora bolas.

Loreno Siega - Revista Visão