No dia 07 de fevereiro, por decisão da cúpula do Ministério Público Federal, iniciou o período de afastamento temporário do Procurador da República de Lages, Dr. Nazareno Jorgealém Wolff, por um período de 120 dias (até 07 de junho). O motivo, de acordo com a imprensa na época,  seria uma série de denúncias protocoladas contra Dr. Nazareno na condução dos trabalhos da Procuradoria em Lages, além da não separação de papéis de sua atuação profissional com suas atribuições públicas, de acordo com o que foi veiculado na época pela imprensa.

O afastamento seria necessário para que a cúpula do MPF pudesse melhor investigar, analisar e julgar a procedência  e o  mérito das denúncias e da ação.

Só estamos lembrando que os 120 dias já passaram. E gostaríamos de saber se o afastamento temporário encerrou, se Dr. Nazareno já foi julgado a respeito e qual a decisão? Afinal, Dr. Nazareno sempre foi uma pessoa preocupada e participante nas questões que dizem respeito ao desenvolvimento da região. E gostaríamos de vê-lo novamente na ativa.

Loreno Siega - Revista Visão