Iniciou nesta terça-feira (26/06), em São Joaquim, o 10º Senafrut - Seminário Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado. Com abrangência nacional, de caráter técnico e informativo, o evento enfoca as principais áreas do agronegócio de frutas de clima temperado e as inovações tecnológicas do setor. As palestras acontecem no Centro de Eventos e as exposições no Parque Nacional da Maçã. A comissão organizadora espera receber 900 participantes de todo o setor frutícola, produtores, técnicos, pesquisadores e estudantes, além da presença de 50 empresas expositoras.

A parte técnica da 10o edição será desenvolvida com base em três sessões: uma de palestras com 20 participantes, sendo dois estrangeiros, outra de apresentação de pôsteres de aproximadamente 200 trabalhos de pesquisa em fruticultura e uma tarde dedicada a mini-curso sobre a cultura da pêra e subprodutos da uva. \"A busca por novos conhecimentos é condição fundamental para a ampliação da competitividade em qualquer setor produtivo\", destacou a secretária Regional, Solange Scortegagna Pagani.

Ao longo das nove edições anteriores, foram realizadas mais de 10 palestras internacionais e 150 nacionais em diferentes áreas que envolvem a Fruticultura de Clima Temperado, totalizando mais de 5.000 participantes entre técnicos e fruticultores. Assim como o Enfrute - Encontro Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado, realizado em Fraiburgo, o Senafrut se tornou referência na Fruticultura de Clima Temperado no Brasil.

A fruticultura de clima temperado é uma atividade de grande importância para o sul do Brasil, viabilizando um grande número de pequenas propriedades rurais. Somente na região de São Joaquim, estima-se que atuam no setor mais de 200 engenheiros agrônomos e mais de 300 técnicos agrícolas. O número de fruticultores envolvidos é superior a 2.500, sendo que na maioria dos casos são pequenos produtores com área de plantio inferior a 5 hectares. \"A manutenção da renda destas propriedades nesta atividade é dependente cada vez mais de tecnologias que busquem a redução de custos, aumento da produção e minimização dos impactos ambientais, por meio de um sistema de produção sustentável\", destacou o chefe da Estação Experimental da Epagri e integrante da comissão organizadora do evento, Gilberto Nava.

O 10º Senafrut é promovido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Associação dos Engenheiros Agrônomos da Serra Catarinense (Assea), Secretaria de Desenvolvimento Regional de São Joaquim, Prefeitura Municipal e Associação de Produtores de Maçã e Pêra de Santa Catarina (Amap).

Informações AMURES