A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) realiza entre os dias 23 e 27 de julho os minicursos da cultura da pereira e a 4ª Reunião Técnica da Cultura da Pereira, que acontecerão no Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), em Lages. “O objetivo dos eventos é de promover a interação entre as entidades de pesquisa, o ensino e o setor privado, possibilitando a elaboração de propostas viáveis para o desenvolvimento da cultura de forma sustentável”, afirma o organizador do evento José Luiz Marcon Filho.

Os minicursos trarão temas como nutrição mineral de pereira, manejo pós-colheita para as principais cultivares de pereira europeia, manejo de pomares de pereira Rocha, sistema de condução para a cultura da pereira. Os temas serão abordados por pesquisadores internacionais como os italianos Maurizio Farina e Bruno Marangoni, este último da Universidade de Bologna, na Itália, e Terence Lee Robinson, da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos.


Já a reunião técnica contará com mesas redondas e sete palestras que acontecerão nos dias 26 e 27 de julho. Entre os temas estão o sistema de condução para a cultura da pereira, produção de pera no Vale São Francisco e polinização e indução de partenocarpia de pereira. As palestras também serão ministradas pelos italianos Maurizio Farina e Bruno Marangoni, por Terence Lee Robinson, além de Rui Maia de Souza, de Portugal e de Biane de Castro da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Inscrições

Para participar dos dois eventos, os interessados devem se inscrever por meio do site, preenchendo a ficha de inscrição e enviando o comprovante de pagamento dos mesmos, que deverá ser efetuado através de depósito no Banco do Brasil, agência 5215-9, Conta Corrente nº 350066-7. Para os minicursos o valor é de R$ 600, o qual inclui todo o material, as refeições nos três dias e a participação na 4ª Reunião Técnica da Cultura da Pereira. Já para participar somente da reunião técnica estudantes pagam R$ 45 e público em geral R$ 60, e não há limites de vagas. Para os minicursos há 30 vagas. Mais informações acesse o site da Fruticultura/Udesc.

A cultura da pereira no Brasil

De acordo com José Luiz Marcon Filho, no Brasil, apesar do grande mercado interno, a pereira não se destaca entre as espécies frutíferas de maior expressão. “O cultivo de pereira no Brasil ainda não é suficiente para suprir a demanda por esta fruta, sendo que anualmente são consumidas 150 mil toneladas de peras. A região sul do Brasil, principalmente as regiões serranas dos Cstados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul têm potencial para o cultivo”, diz Marcon Filho.

Embora tenha havido algumas iniciativas para o plantio da pera europeia em Santa Catarina, a cultura não evoluiu nos últimos 15 anos. Isso se deve, segundo Marcon, “pois as cultivares utilizadas não se adaptaram satisfatoriamente às condições edafoclimáticas da região e o cultivo em escala comercial de peras da alta qualidade continua ainda incipiente”, finaliza José Luiz Marcon Filho.

Informações Fundação Universidade do Estado de SC