Nesta quinta-feira, 23 de agosto, alunos de várias escolas estaduais da região serrana expuseram trabalhos de Ciências, Tecnologia, Matemática e Artes desenvolvidos ao longo do ano em uma mostra de conhecimento realizada na Escola de Educação Básica de Lages (antigo colégio Industrial). O evento foi organizado pela gerência regional de Educação. “Os trabalhos são resultado de pesquisas feitas durante de vários meses. Esse processo, naturalmente, despertou o interesse dos estudantes pelos temas, levando-os a aprofundarem-se”, diz a gerente de Educação, Fátima Ogliari.

\"\"

Alunos da 7ª série da escola Padre Antonio Vieira, de Anita Garibaldi, transformaram uma velha bicicleta em um gerador de energia. Para carregar uma bateria capaz de manter uma lâmpada acesa durante cinco dias, basta pedalar 30 minutos.

Já os alunos da 8ª série da Escola de Educação Básica de Lages desenvolveram uma plataforma petrolífera, cuja extração de petróleo é feita a partir da queima de gases poluentes. Estudantes da 7ª série da escola Pinto Sombra, por sua vez, realizaram uma campanha de prevenção ao alcoolismo, uso de drogas e gravidez na adolescência.

\"\"

A 6ª série da escola São Judas Tadeu apresentou um projeto urbano que, entre outras coisas, resgata a história arquitetônica de Lages. O trabalho das alunas do 1º ano do ensino médio da escola Melvin Jones foi baseado em maquetes de moradias das civilizações primitivas. E a escola Jorge Augusto Vieira mostrou uma casa de bonecas produzida a partir de caixas de leite e isopor.

“Os número mostrams que as médias da maioria das escolas estaduais da região melhorou na última Prova Brasil justamente porque as escolas vêm incentivando os alunos a desenvolver trabalhos que estimulam a busca pelo conhecimento”, conclui a gerente.

Texto e fotos: Fábio Ramos - Assess. de Imprensa da SDR de Lages