O governador Raimundo Colombo vai inaugurar, às 17h desta quarta-feira, 19, a Policlínica de Lages. A obra custou R$ 2,1 milhões e foi viabilizada pelo Governo de Santa Catarina, em parceria com o município. A Secretaria de Estado da Saúde investiu R$ 1,6 milhão, enquanto a prefeitura teve a contrapartida de R$ 560 mil. O edifício tem 1,5 mil metros quadrados distribuídos por quatro pavimentos e concentrará diversos serviços ligados ao setor da Saúde, facilitando o acesso da população aos atendimentos.

 

Na policlínica, será possível efetuar consultas com médicos especialistas de diversas áreas, que atenderão em consultórios devidamente equipados. Cartões do Sistema Único de Saúde (SUS) e do prontuário também serão confeccionados no local. A estrutura agregará ainda o cadastramento ao programa Bolsa Família, as coordenações da saúde do homem, da mulher e da criança, bem como os núcleos de apoio à saúde da família e à população do interior.

No mesmo ato da inauguração da policlínica, o Governador Colombo assina autorização para que a Celesc implante em Lages - em várias ruas e praças - a rede elétrica subterrânea - uma solicitação da CDL e do SEBRAE no projeto Centro Lages de Compras e Lazer. A obra está orçada em R$ 5,9 milhões e o valor será custeado pela Celesc.

Após a inauguração da policlínica, o governador participará da abertura do Florestal e Biomassa, no parque de exposições Conta Dinheiro. A solenidade está programada para as 19 horas. O Governo do Estado já liberou R$ 80 mil do Fundo de Incentivo ao Turismo (Funturismo) para a realização do evento, que vai até o dia 21. O objetivo dos organizadores é trazer para Santa Catarina tecnologias e ideias inovadoras relacionadas ao aproveitamento dos resíduos de madeira.

Fábio Ramos - Assess. de Imprensa da SDR de Lages