Portaria da Justiça Eleitoral em Lages proíbe afixação de bandeiras, cavaletes e outros materiais de campanha eleitoral em vias públicas e esta Portaria foi descumprida pela coligação  (“Agora é a vez de Lages”). A Justiça Eleitoral configurou como crime eleitoral e já providenciou a retirada do material que estava afixado nas avenidas Luís de Camões e Dom Pedro II, onde foram comprovadas as denúncias. O canteiro divisor de pistas amanheceu repleto de bandeiras, o que é proibido pela lei. Veja os registros fotográficos feitos nesta manhã de sexta-feira (5) quando da ação do TRE.