Foi uma vitória suada, sofrida, difícil, com disputa voto a voto. \"Mas desta forma é ainda melhor\", comemorou o ex-prefeito e ex-deputado federal Fernando Coruja, que antes deste  pleito já havia disputado duas vezes as eleições para prefeito de Lages, sendo derrotado.

\"\"

O deputado estadual Elizeu Mattos, 47 anos, do PMDB, venceu o ex-secretário da  Casa  Civil do Governo Colombo,  Antônio Ceron, para a prefeitura de Lages com uma diferença de  apenas 1.302 votos. A diferença entre um e outro foi de 50,71% dos votos válidos para 49,29% - quase como se fosse um gol de canela feito aos 45 minutos do segundo tempo.

\"\"

 

Elizeu fez 46.583 votos - E  Ceron fez pouco menos - 45.281 votos. A última pesquisa Online, que saiu exatamente no dia das eleições, hoje,  confirmou-se a mais correta de todas - mais uma vez.

\"\"

 

NERVOSISMO E APREENSÃO DURANTE A APURAÇÃO

O comitê de Elizeu  Mattos, na  Rua São Joaquim, foi o local escolhido por boa parte das pessoas que trabalharam na campanha  e por muitos candidatos a vereador da coligação. Lá, o povo foi chegando aos poucos - vibrando com a divulgação de cada resultado de urna onde Elizeu obtinha alguma  pequena vantagem - e demonstrando nervosismo e preocupação quando Ceron abria alguma vantagem, principalmente nas urnas do centro da cidade.

\"\"

 

Com o passar do tempo, foi chegando mais gente. E os números e votos eram acompanhados um a um num telão e também por meio de uma  caixa de som improvisada,  sintonizada na Rádio Clube, que ia dando as parciais.

 \"\"

 

Por volta das 19 horas, quando os votos de  92% das urnas já haviam sido contabilizados, ninguém mais segurava a emoção e a certeza: seria muito difícil o outro candidato reverter a situação. Pouco depois, a notícia: Elizeu estava virtualmente eleito. Abraços, pulos de alegria, choro e muita comemoração.

\"\"

 

Aos poucos, foram chegando carros e militantes. E o espaço foi ficando pequeno. Organizou-se uma caravana improvisada até as  imediações da prefeitura. O trânsito, caótico, não ajudava. Mas  tudo era festa e alegria.  E muitos foram mesmo a pé, carregando suas bandeiras.

\"\"

 

Em frente à Catedral, onde há dois anos atrás Elizeu profetizou que o povo deveria voltar à Prefeitura, não havia mais espaço para nada. Um caminhão e outro veículo com carroceria conseguiram estacionar defronte à Prefeitura E Elizeu demorou a aparecer pois o acesso estava muito difícil.

\"\"

Finalmente, depois de mais de 40 minutos, chegaram as autoridades: Elizeu Matos, Toni Duarte, Coruja, Cosme Polese, o vice-prefeito Luiz Carlos Pinheiro Filho, Carmen Zanotto, entre tantos outros.

\"\"

 

O vereador Marcius Machado, do PPS, que fez quase 4 mil votos, não se continha de  emoção em cima da cabine de um caminhão.

 \"\"

 

Outro que não conseguia disfarçar e  segurar-se  de felicidade era o professor Domingos, do PT, que se elegeu com menos de  800 votos e que coloca novamente um representante do Partido dos Trabahadores  na Câmara de Vereadores.

\"\"

 

Nos discursos, agradecimentos ao povo que votou em Elizeu, principalmente as pessoas que mais precisam da Prefeitura, dos bairros. \"O povo voltou ao poder. A Prefeitura terá de novo as portas abertas\", disse Toni Duarte.

\"\"

 

\"Eu não sei nem o que dizer, muito obrigado, muito obrigado, muito obrigado.....\", falou Elizeu. \"Podem ter certeza que retribuiremos todo essa confiança, amor e carinho com trabalho, dedicação e obras. O povo de Lages está de novo mandando na  Prefeitura\", destacou.

\"\"

 

Depois  da grande concentração defronte a Catedral, cada grupo de militantes se dispersou. Por várias horas, viam-se veículos e bandeiras do 15 e dos partidos coligados desfilando em veículos e motos pela cidade. Um dia de democracia. Um dia de alegria para muitos. E de tristeza para outros.

\"\"

A quem venceu, nosso reconhecimento e parabéns. E a quem perdeu essa partida, obrigado também pela luta, abnegação e empenho. Lages - depois de 12 anos com o mesmo grupo político no poder - QUERIA E PRECISAVA DE MUDANÇAS.

 

Texto e Fotos: Loreno Siega - Revista Visão