As sete décadas de instalação da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, completados neste mês de outubro, foram lembrados em sessão solene nesta terça-feira (9/10), na Câmara de Vereadores. A proposta da homenagem foi da legisladora Neusa Zangelini (PP).

A primeira capela ficava na Rua Correia Pinto. No ano de 1942 a casa paroquial foi construída no bairro Coral. Dez anos depois, os padres Redentoristas, vindos de São Paulo, assumiram os trabalhos e um ano mais tarde ela foi elevada à categoria de matriz. Em 1990, a edificação de madeira foi destruída por um incêndio e reconstruída em seguida pela comunidade.

Esses fatos históricos foram recordados durante a sessão. “A participação desta Paróquia acompanha o progresso econômico, cultural, religioso, social, uma caminhada que deixa marcas e que continua”, destacou  o bispo emérito Dom Oneres Marchiori.

Em nome do bispo Dom Irineu Andreassa, ele agradeceu o trabalho dos padres redentoristas e, em especial, a todas as lideranças desta paróquia. “Agradeço às pessoas religiosas que passaram por lá e aquelas que ainda se mantém em compromisso com a comunidade e com Lages, por uma sociedade mais justa, mais fraterna e mais solidária”.

A vereadora Neusa diz que essa foi uma homenagem singular, dada a importância da Paróquia do Rosário para a comunidade lageana. “A história da igreja se confunde com a do bairro. Uma história de luta, solidariedade, fraternidade e muita fé”, disse.

Taina Borges - Assess. de Imprensa da Câmara de Lages