Final de março. É este o prazo derradeiro para o início das obras da avenida Ponte Grande, que vão atingir 13 bairros da cidade de Lages  e já tem recursos garantidos, mas podem ser perdidos se esta data não for obedecida. A força-tarefa montada pelo prefeito Elizeu Mattos, que tem como objetivo eliminar os entraves que impedem o início dos trabalhos, se reuniu na manhã desta quinta-feira (10) com representantes da Caixa Econômica Federal (CEF) e da empresa Sul Catarinense, vencedora da licitação.

A palavra de ordem no encontro foi a de unir esforços para que no máximo até março os trabalhos sejam iniciados, pois se isso não acontecer, os mais de R$ 56 milhões já disponibilizados para o empreendimento não poderão mais ser usados. O coordenador da gerência regional de Desenvolvimento Urbano e Rural da CEF, Laelio Córdova Filho, apresentou uma série de itens que estão pendentes de comprovação junto ao banco e que impedem a liberação dos recursos.