Com o pedido educado da Secretária Executiva da Amures, Iraci Vieira de Souza, para que a imprensa e os colaboradores da entidade se retirassem momentaneamente  do recinto onde acontecia uma Assembléia dos prefeitos (chácara da Klabin, em Correia Pinto), começou por volta das 11h30min. a reunião para a escolha do novo presidente da agremiação municipalista.

\"\"

O motivo de deixar o recinto só com os prefeitos é que não se sabia ao certo quais os ânimos que iriam prevalecer entre os prefeitos uma vez que haviam dois candidatos declarados ao cargo de presidente da entidade: Vânio Forster (PDT), de Correia Pinto e Pe. Edílson de Souza (PMDB), de Campo Belo do Sul.

\"\"

A portas fechadas (a imprensa acompanhou apeenas  pelos vidros do recinto), os prefeitos levaram pelo menos 45 minutos para chegar a um concenso e eleger Pe. Edílson de Souza como novo presidente da Amures. Mas, nos bastidores e pela demora nas  negociações, deu para notar que o clima não ficou dos melhores. Vânio Forster (PDT) tinha como principal argumento a seu favor o  fato de já ter exercido um mandato de 4 anos à frente da Prefeitura. Já Pe. Edílson, que queria o cargo, tinha a seu favor o fato de haverem nove prefeitos do PMDB, partido que lhe deu guarida na pretensão.

\"\"

Depois de muitos argumentos a favor de um e de outro, o grupo de Vânio, entendendo que poderia haver um racha perigoso na entidade (e sabendo que no voto perderiam  a disputa), achou por bem aceitar o cargo de vice-presidente da entidade.

A posse aconteceu logo em seguida, dada pelo até então presidente em exercício, Carlos Moraes, de Ponte Alta. Pe. Edílson, novato no cargo de prefeito e também debutando na política, falou pouco. Disse apenas que considera fundamental no trabalho que se tenha organização, planejamento e ação. Disse ainda que dará continuidade a todos os projetos e iniciativas levadas adiante pela entidade e que buscará o diálogo com os prefeitos e com os servidores da Amures no exercício de seu mandato.

Texto: Loreno Siega - Fotos: Gugu Garcia - Revista Visão