O reinício das atividades escolares contribui para aumentar o consumo de água. Segundo o secretário de Águas e Saneamento (Semasa), Benjamin Schultz, nos horários críticos a vazão aumenta consideravelmente. O fornecimento diário, que é de 600 litros por segundo, atinge 720 litros por segundo a partir do retorno dos alunos às escolas. No entanto, essa variação não significa que haverá racionamento ou falta de abastecimento nas residências.

“Os problemas com o abastecimento urbano são preocupantes”, afirma Benjamin. Por isso foi instalado um gerador na Estação de Captação, evitando a falta de água nos horários críticos. Além disso, a Semasa dispõe de várias equipes preparadas para controlar as perdas no abastecimento (consertar rompimento de canos e eliminar vazamentos).

Como a estação de tratamento fornece 50 milhões de litros de água tratada por dia e a expectativa é que a população, em curto prazo, poderá consumir cerca de 63 milhões de litros por dia, a prefeitura firmou convênio com a Caixa Econômica Federal para a construção de um novo reservatório, no bairro Bela Vista. A previsão de conclusão das obras é de seis meses.

Para Benjamin, a colaboração da população é fundamental para evitar desperdícios. Ele diz que pequenas ações, como fechar torneiras ou evitar lavar carros, contribuem para o bem coletivo. Qualquer reclamação ou denúncia pode ser feita pelo telefone 115, que está à disposição dos lageanos 24 horas por dia.

Assess. de Comunic. Social da PML