A Secretaria do Meio Ambiente busca identificar o autor do descarte de lixo, às margens da estrada de acesso à região de Tributos, equivalente a duas cargas de caçamba, composto de resíduos sólidos metálicos e de material poluente como restos de óleo, vidros, borrachas, material plástico, estopas e até uma carcaça de geladeira.

Em visita ao local, na manhã desta terça-feira (20), o secretário Mushue Hampel, acompanhado de fiscais da prefeitura, pode verificar que o descarte, considerado crime ambiental, havia sido feito recentemente. Também se verificou que parte do lixo havia sido queimado, provavelmente numa tentativa de o autor dessa irregularidade eliminar vestígios de possível identificação da origem do lixo.

O secretário deixou claro que atos como estes requerem ação enérgica e legal das autoridades ambientais e fiscais da Vigilância Sanitária, com autuação dos responsáveis, de acordo com a legislação, que prevê multas pesadas. Neste caso em particular, a existência de óleo descartado naquela área coloca em risco o lençol freático, bem como córregos próximos dali, que podem ser afetados em caso de chuva mais forte.

 Assess. de Imprensa da PML - Foto: Toninho Vieira