Ações emergenciais para resolver a falta da água até novembro em Lages e a criação do Plano Municipal de Saneamento foram os principais destaques da sessão especial da Câmara de Vereadores que debateu o modelo de gestão implantado na Secretaria Municipal de Águas e Saneamento (Semasa).

O secretário da Semasa, Benjamim Schutz, garantiu que até novembro não vai faltar água em mais nenhum bairro de Lages. Para isso, serão investidos aproximadamente R$ 8 milhões, de recursos próprios do órgão.