A Polícia Ambiental recebeu denúncia na manhã desta sexta-feira, por volta das 11 horas, de que a água contida no lago do monumento “As Lavadeiras”, no parque Jonas Ramos (Tanque), estava contaminada por uma substância branca, com suspeita de ser resíduo de tinta. A Secretaria do Meio Ambiente e a de Águas e Saneamento (Semasa), além da Defesa Civil, foram acionadas para verificar o caso.

A princípio, através de denúncias, foi constatado que os resíduos seriam provenientes de um condomínio residencial, nas imediações do Tanque. A síndica do prédio, que preferiu não se identificar, diz que o caso foi um acidente. Ela afirma que a nascente que abastece o Tanque está situada embaixo do prédio. Contou que depois de um acordo entre os moradores e a prefeitura, há alguns anos, a rede pluvial passou a desembocar no lago do Monumento, e a mesma água abastece o Tanque.