O prefeito Elizeu Mattos utilizou parte da tarde desta quarta-feira (13/02) para debater questões ligadas à Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac). Foram dois encontros, sendo o primeiro com a recém-eleita diretoria do Conselho Universitário (Consumi), formado por professores, funcionários do corpo técnico e acadêmicos da universidade. Já o segundo, envolveu apenas estudantes.

Nos dois encontros Elizeu foi enfático ao afirmar que endente ser inadmissível a interferência no processo pedagógico da instituição e defende a eleição direta para a escolha do reitor e dos coordenadores de curso. “A intervenção hoje existente na Uniplac tem que se resumir aos setores administrativo e financeiro e nunca na área pedagógica”, disse Elizeu. “Quanto menos a questão da intervenção aparecer, melhor será, pois assim teremos uma universidade independente e atendendo um de seus principais fundamentos: ser um palco para a democracia plena”, enfatizou.

O prefeito lembrou que sua trajetória na política teve início justamente dentro da Uniplac. “Foi na Uniplac que comecei a militar na política, onde conheci, numa palestra, o Dirceu Carneiro e acabei indo trabalhar em Brasília, quando ele era senador da República”, lembrou. Ele considera ser fundamental a liberdade de expressão dentro do mundo acadêmico.