Faltam poucos dias para que o edital de licitação de construção do Parque Órion fique pronto e seja lançado, possivelmente na próxima semana. Para tratar sobre detalhes do empreendimento, aconteceu uma reunião na tarde desta terça-feira (19/03), na Secretaria do Planejamento (Seplan). O terreno, localizado na rua Heitor Villa-Lobos, 222, bairro São Francisco, ao lado do Instituto Federal de Santa Catarina (Ifsc), a 800 metros do Centro, possui 89  mil metros quadrados para distribuição a cerca de 20 empresas.

Alguns ajustes serão necessários no projeto do Órion. No entanto, isso não impedirá o lançamento do edital no tempo previsto. No encontro foram discutidas questões pertinentes ao projeto em si, como adequação de rótula, estacionamento, delimitação de lotes, memorial descritivo, áreas verdes, de rua e de confronto. Esteve em pauta também questões sobre drenagem; tratamento de esgoto sanitário; energia elétrica do condomínio e iluminação pública; Licenciamento Ambiental Prévio e Licenciamento Ambiental de Instalação, expedidas pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma); necessidade de creche para funcionárias e outros temas.

No dia 1º deste mês, o prefeito Elizeu Mattos comentou sobre a obra, que inicialmente custaria R$ 9,8 milhões, mas pôde-se readequar o valor para R$ 6,6 milhões na atual administração, gerando economia aos cofres públicos, já que a contrapartida do município é de R$ 1,2 milhão. Há também R$ 5 milhões de recursos do governo do Estado para o Órion.

 Vocação para a inovação

 A Lei 3934, de 30 de novembro de 2012, criou o Parque e dispõe sobre os incentivos fiscais para suas empresas. A legislação municipal assegura às empresas a doação do terreno para instalação, isenção de impostos e taxas municipais, redução de alíquota do Imposto Sobre Serviços (ISS) para 2%, compensação do valor devido a título de ISS se comprovados investimentos no Órion. Como exemplo da empregabilidade gerada com o empreendimento, a NDDigital deverá contratar cerca de 350 pessoas em sua unidade do Parque, enquanto manterá cerca de 200 funcionários na unidade atual, no Coral.

O Parque Órion está voltado à implantação e desenvolvimento de empresas das áreas Tecnologia da Informação (TI), Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Biotecnologia (genética animal e vegetal), automação, economia verde (cadeias florestais e de energias renováveis), ensino e inovação. Para conhecer melhor o Parque Órion, basta acessar www.orionparque.com.

Assess. de Comunic. Social da PML -Fotos: Daniele Mendes de Melo