Três árvores (plátanos) localizadas no cruzamento da avenida Belizário Ramos (Carahá) com a rua Fausto de Souza foram cortadas pela Secretaria do Meio Ambiente. Pelo porte, todas com cerca de 20 metros de altura; houve uma grande demanda de serviço. O trabalho iniciado na manhã de segunda-feira (18) só foi concluído na tarde desta terça-feira (19), sendo necessária a utilização de um caminhão guincho e uma caçamba, entre outros veículos, envolvendo uma equipe de cerca de 10 pessoas da secretaria, além dos Agentes de Trânsito para controlar o tráfego de veículos.

\"\"

Segundo o engenheiro agrônomo Giovani Tomaselli Guesser, da Secretaria do Meio Ambiente, o corte dos plátanos se fez necessário porque as árvores causam uma série de problemas – ameaça à segurança no trânsito, à fiação elétrica de alta tensão e aos imóveis localizados naquela área. Ou seja, o problema se constituiu em ameaça à segurança pública. “O pedido para o corte foi reforçado pelos Agentes de Trânsito, além dos moradores (divisa da área central com o bairro Guadalupe)”, explica.

A presença das árvores também provocava muita umidade nas pistas da avenida, junto às cabeceiras da ponte sobre o rio Carahá – bem próximo ao Bar do Gordo –, ponto de grande movimentação de veículos e pedestres. Giovani está fazendo um levantamento geral das árvores da Belizário Ramos e explicou que o problema foi discutido em reunião do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comdema), onde foi cogitada a poda e o corte. Mas Entretanto, ainda é preciso que se faça um estudo balizado sobre isso, pois as árvores cresceram além da conta, sendo que a maioria delas ultrapassa 15 metros de altura.

Fonte: Asses. de Comunic. Social da PML - Fotos: Toninho Vieira

COMENTÁRIO DO BLOG: Será que vão plantar novas árvores, menos \"perigosas\"? Ao invés de cortar, o que é muito fácil e rápido, que tal uma campanha e ação para encher a cidade de árvores e flores?