A ex-prefeita de Bocaina do Sul, Marta Regina Góss, além de seu ex vice-prefeito, com mais 48 outros servidores daquela  prefeitura, teriam recebido indevidamente valores correspondentes a férias e 13o. salário (no final do ano passado, ao \"apagar das luzes\").  

Foi o que apontou o  Controle Interno da Prefeitura. Eles terão de devolver o dinheiro recebido indevidamente  aos cofres públicos. A Procuradoria  Geral do município já encaminhou a notificação para a ex prefeita e para o seu vice, assim como aos servidores com irregularidades, que são acusados de lesividade ao patrimônio público.

De acordo com informações da assessoria de imprensa daquele município, apenas os valores que Marta recebeu indevidamente extrapolam os R$ 75 mil.

Aliás, essa é a mesma prefeita que no começo de sua administração ficou 6 dias no xilindró da Polícia Federal porque teria \"extorquido\" R$ 5 mil do salário de dois médicos que atuavam na Prefeitura e que a acusaram de exigir o \"pagamento\" mensal de uma parte de seus vencimentos  à então prefeita.