A campanha nacional de combate ao vírus Influenza A (H1N1) inicia no dia 15 de abril e estende-se até o dia 26 do mesmo mês. A Secretaria da Saúde de Lages está preparada para atender as mais de 40 mil pessoas que se encaixam nos grupos de risco. A Vigilância Epidemiológica do município mobilizará todas as Unidades Básicas de Saúde dos bairros para que em 20 de abril, o “Dia D” de combate à doença, a meta seja alcançada.

Por determinação do Ministério da Saúde, que define quem se encaixa nos grupos de risco, houve ampliação para a campanha deste ano. De acordo com o coordenador da Vigilância Epidemiológica, Heron Anderson de Souza, a campanha terá maior abrangência em Lages. “A partir deste ano contemplará maior número de pessoas, o que contribuirá para diminuir consideravelmente os casos da doença”, afirma.

Encaixam-se no grupo de risco crianças de até 2 anos de idade, gestantes, pessoas com mais de 60 anos e profissionais da saúde pública. Agora com a nova determinação do Ministério de Saúde, o grupo foi ampliado: portadores de doenças respiratórias crônicas (como asma ou enfisema), doença cardíaca crônica, renal crônica, hepática crônica, cirrose, neurológica e diabetes tipos 1 e 2 estão inclusos. “Somente neste grupo, a estimativa é que mais de 13 mil pessoas recebam a vacina”, conta Heron.

 

Informações Secretaria de Comunicação Prefeitura de Lages / Foto: CL+