O sócio-proprietário da Indústria de Pães Borssatto, Darcy Borssatto, e seu filho, o publicitário Dany Borssatto, receberam no final da tarde de sexta-feira (5) o secretário do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Luís Carlos Pinheiro Filho, o diretor de Trabalho e Renda, Álvaro Mondadori, e o gerente de Desenvolvimento Econômico, Gerson Raphael de Oliveira Barbosa. A visita aconteceu na fábrica de congelados, na avenida Belizário Ramos (Carahá), bairro Copacabana.

A Borssatto existe há 30 anos na cidade, mas a fábrica de pães congelados, na Carahá, há nove anos, com produção 24 horas por dia, dividida em três turnos. A outra indústria, de pães assados, funciona na rua 7 de Setembro, bairro Copacabana. As duas indústrias (fábrica de pães congelados e a outra, de pães assados), estão localizadas em terrenos de 220 metros quadrados cada uma, a curta distância uma da outra.

Mas Darcy se queixa da falta de espaço. O empresário cogita transferir as duas instalações para um único local, que compreenda área construída com cerca de mil metros quadrados, em um terreno suficiente para a guarda e manobra dos seis automóveis e os três caminhões utilizados nas vendas e entregas.

Com a mudança, ele lançará uma linha de salgados congelados, produtos reivindicados há muito tempo por seus clientes, segundo ele. “A nova linha triplicará o número de funcionários”, adianta. No quadro atual são mantidos 25 profissionais nas funções de padeiro-chefe (mestre), auxiliar de produção e vendedor. O entrave da falta de espaço impede, também, que se adquira uma máquina para produção de gelo, já que para manter os produtos congelados a -40ºC são utilizados 600 quilos de gelo por semana.

O rastreamento de terrenos e de áreas em processo de reversão será providenciado pela equipe da secretária, tranquilizando Borssatto sobre o apoio que o prefeito Elizeu Mattos garantiu às empresas locais. “O compromisso com as empresas foi firmado em campanha e iremos auxiliar a Borssatto, inclusive sobre isenção de impostos e taxas municipais que lhe são de direito. Não ficará desassistida”, certifica Pinheiro.

 

Informações Secretaria de Comunicação Prefeitura de Lages