Artistas deixaram suas personagens, máscaras, figurinos, apetrechos e roteiros de lado para discutirem, neste sábado (22), na Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), os rumos das diversas manifestações culturais lageanas durante a II Conferência Municipal de Cultura, com o tema “Uma Política de Estado para a Cultura: Os Desafios do Sistema Nacional de Cultura”. Entre os presentes no evento, que aconteceu de manhã e a tarde, estava o vice-prefeito Toni Duarte, o superintendente da Fundação Cultural de Lages (FCL), Mauricio Neves de Jesus, e outros integrantes da administração municipal.

Os 101 componentes dos grupos de estudos formataram propostas que serão encaminhadas à III Conferência Estadual de Cultura, a ser realizada nos dias 29 e 30 de agosto, em Florianópolis, e à III Conferência Nacional, de 26 a 29 de novembro, em Brasília (DF). As reivindicações dos profissionais, no que tange ao poder público municipal, permeiam itens como a preocupação com fóruns de discussão, preservação de acervos, difusão da arte nos bairros com itinerância, incentivo à literatura e promoção de festivais de música.

O que se pede aos poderes públicos

Entre as propostas em nível municipal estão a criação do sistema de financiamento da cultura com fundos municipais; criação da Lei de Sistema Municipal de Cultura; editais de fomento à criação, produção, preservação, intercâmbio e circulação de bens artísticos; escola pública de formação artística; contrapartida financeira para os Pontos de Cultura, e uma Rede Municipal de Pontos de Cultura.

No âmbito estadual, sugeriu a criação da Secretaria de Estado da Cultura e a elaboração de editais de fomento descentralizados por regiões, especialmente para as áreas de cultura afro-brasileira, culturas populares, artesanato, patrimônio material, imaterial, museus e arquivos.

A institucionalização da Lei do Pró-cultura, Lei Cultura Viva e Lei do Sistema Nacional de Cultura e a criação de um plano de gestão e utilização de espaços públicos ou privados ociosos para coletivos culturais, constituíram-se nas propostas em nível nacional. Ainda durante o encontro, foram aprovadas duas moções que serão encaminhadas à III Conferência Nacional de Cultura.

 

Informações Secretaria de Comunicação Prefeitura de Lages