A sustentabilidade da vida no meio ambiente depende prioritariamente da água. A maioria dos rios, riachos, nascentes e fontes d’água são protegidos com mata ciliar, mas sempre há aquelas que necessitam de reposição e ou conservação. As matas ciliares,  além de proteger nossas águas superficiais,  permitem que as águas da chuva se infiltrem no solo para abastecer o lençol freático.

 Para despertar no jovem e na criança a consciência de preservação e recuperação das matas ciliares e comemorar o Dia da Árvore (21), a Epagri realizou no Núcleo Municipal de Campo Leoniza Carvalho Agostini, que fica localizado na comunidade do Marombas, atividades nos dias 11 e 12 de setembro, em parceria com a escola, Programa Matas Legais e Comitê do Rio Canoas.

 

A programação começou na quarta-feira (11) com palestras dos técnicos: Anna Margarete Wagner Lemos (extensionista da Epagri) Leandro Casanova (Engenheiro Florestal do Programa Matas Legais) e Tatiana Arruda Correia (consultora do Programa SC Rural) que abordaram “A Importância das Florestas para a Conservação dos Recursos Hídricos”, “A Situação das Áreas de Preservação Permanente do Município de Curitibanos”, “O que é uma Bacia Hidrográfica” e o “Papel do Comitê de Bacia”.

Participaram das palestras os professores e alunos da educação infantil até o ensino médio e no final os alunos ganharam como brinde Jogos Educativos e cartilhas sobre Matas Legais, também participaram do “Jogão Fique Legal” do Programa Matas Legais.

Na quinta-feira (12), os alunos plantaram de 200 mudas de árvores nativas, doadas pela Klabin, nas margens do rio Marombas, e na propriedade do aluno João Lucas Ortiz, que possui muitas nascentes de água, sua mãe acompanhou o plantio e destacou a importância das árvores para o embelezamento da propriedade, além de proteger as nascentes.

FONTE: Marco Antônio Lucini / Epagri