O Cadastro Ambiental Rural (CAR), registro eletrônico de imóveis rurais que vem sendo implantado em todo o país, foi apresentado nesta segunda-feira (25) em encontro realizado na SDR de Curitibanos. O programa foi criado para controlar, monitorar e combater o desmatamento de florestas e demais formas de vegetação nativas, bem como para planejamento ambiental e econômico dos imóveis rurais.

Segundo o Secretário de Desenvolvimento Regional de Curitibanos, Roque Stanguerlin,  o Governo do Estado vem cumprindo seu papel ao informar os produtores do campo sobre os benefícios que eles podem ter e os problemas que poderão evitar com esta nova ferramenta. “É sempre bom estar atento à legislação e é nesse sentido que estamos aqui hoje, para aproximar o governo das pessoas, inclusive com informações”, disse.

Promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Sustentável (SDS), o encontro reuniu lideranças da região para debater e sanar dúvidas deste programa do governo federal que deve ser implantado em breve em todos os estados da federação. Criado pela Lei nº 12.651, de 2012, no âmbito do Sistema Nacional de Informação sobre Meio Ambiente - SINIMA, o CAR se constitui em base de dados estratégica para órgãos ambientais realizarem consulta e acompanhamento da situação de regularização ambiental dos imóveis rurais.

O Secretário Executivo do Conselho Estadual de Meio Ambiente de Santa Catarina (CONSEMA), Bruno Henrique Beilfuss, falou sobre o estágio do processo. “Estaremos muito em breve disponibilizando esta plataforma em nosso estado. Nosso objetivo hoje aqui é organizar as entidades que serão responsáveis por este cadastramento, seja Epagri, secretarias municipais ou sindicatos”, explicou.

Segundo Beilfuss, o sistema trará benefícios as proprietários rurais como a suspenção de sanções, proteção contra multas ambientais e abertura de linhas de crédito mais baratas e com prazo maior para pagamento. “Será uma plataforma simples onde qualquer usuário interessado poderá fazer este cadastro ou ainda procurar um técnico nas entidades outorgadas se encontrar dificuldade”, destacou. 

Cláudio Fontana - Assess. de Imprensa da SDR Curitibanos