Movimento intenso no pátio da Coopercicla, no bairro São Miguel, onde foi feito o descarte do lixo reciclável coletado durante o Dia D. Em média, a cada cinco minutos uma caçamba ou caminhão chegava carregado com material. Até às 17h, 60 caçambas haviam sido descarregadas no local, com uma média de 5 a 10 mil quilos de carga cada. Devido ao grande volume, um terreno próximo ao Caic Nossa Senhora dos Prazeres, no bairro Araucária, foi disponibilizado para o descarte e também no Horto Municipal. De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Mushue Hampel, mais de 300 cargas foram coletadas em toda a cidade.

O lixo será separado, sendo os materiais recicláveis encaminhados à cooperativa; o material orgânico, como galhos, grama e folhas, destinado ao Horto Municipal, no bairro Guarujá; entulhos, cedidos à construção civil, e o restante está sendo levado ao aterro sanitário. Uma quantidade surpreendente de lixo eletrônico foi recolhida, desde monitores, televisores e máquinas de lavar, contribuindo com a campanha “Recicla CDL”, em parceria com a prefeitura. A ação foi uma fonte de renda também para os catadores autônomos, que aproveitaram a mobilização para recolher o lixo reciclável pelas ruas.

No bairro Guarujá, o morador Romualdo Barbosa contribuiu com a ação e deixou a frente de sua casa limpa. “Cada um tem que fazer a sua parte. Foi uma ótima iniciativa da prefeitura, mas todos precisam se engajar”, diz. Assim aconteceu com Rubia Correa Metznek, moradora do bairro São Paulo, que aproveitou o dia para fazer jardinagem.  “A população atendeu ao chamamento e superou as expectativas. Lages já é referência na região: autoridades de 11 municípios nos ligaram para saber como está funcionando o mutirão e fazer igual nas suas cidades”, comenta o secretário Mushue Hampel.

Assess. de Comunic. Social da PML - Fotos: Nilton Wolff