A fabricante chinesa de caminhões Sinotruk comunicou oficialmente o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic), a conclusão do projeto da fábrica em Lages e sua consequente implantação, em reunião com o diretor do departamento de Indústria e Equipamento de Transportes, Paulo Bedran, nesta quarta-feira (12), em Brasília. A empresa foi representada pelo diretor-geral da joint venture* SBTC Indústria de Veículos S.A., Joel Anderson, enquanto o representante do Governo do Estado foi o secretário de Articulação Nacional, João Matos. “Esse é um passo muito importante na instalação da fábrica de caminhões pesados e extrapesados em Lages, com geração de milhares de empregos e desenvolvimento na Serra Catarinense”, salientou Matos.

A SBTC já foi habilitada no Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores (Inovar-Auto), permitindo direito a benefícios como descontos no pagamento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os veículos produzidos no Brasil. A unidade de Lages será a primeira fábrica da Sinotruk fora da China e terá produção máxima estimada em 8 mil caminhões por turno, por ano. “Já estamos com a área demarcada, a terraplanagem do terreno terá início em março e até setembro de 2015 estaremos em produção”, expressou Anderson.

A unidade catarinense da Sinotruk será construída no Polo Industrial de Índios, em Lages, ao lado da BR-282. O investimento para construção da fábrica catarinense é da ordem de R$ 300 milhões. A unidade vai gerar 400 empregos diretos e cerca de 700 empregos indiretos ligados à cadeia de fornecedores. Em um primeiro momento, os veículos serão produzidos com material importado da China, mas a proposta é chegar ao fim do terceiro ano de operações com até 65% das peças nacionalizadas.

*Associação de empresas para explorar o negócio sem perder personalidade jurídica.

Fernanda Rodrigues -  Secretaria de Articulação Nacional