A primeira reunião do ano do Núcleo Coral aconteceu na noite desta segunda-feira (14/04) no tradicional local, uma sala próximo ao Colégio Rosário. A reunião abordou como temas principais a segurança pública e o trânsito na região. O coordenador do Núcleo, Carlos Fontana, intermediou a conversa entre os comerciantes e os convidados, Secretário de Segurança e Ordem Pública, Coronel Paulo Dellajustina e o Diretor de Segurança Pública, Estanislau Paes.

Dellajustina destacou a importância da implementação da Guarda Municipal, já que os agentes não podem exercer nada além do âmbito de trânsito. “Nós temos um grupinho de 15 pessoas  que fazem a ronda tática para cuidar dos 214 patrimônios do município. Só no mês de março nós tivemos mais de 700 ocorrências que aquele grupo notificou. Isso que eles não são treinados para fazer isso. Mas como eles estão uniformizados e por lei todo indivíduo que ver outro cometendo ato ilícito pode agir, eles estão agindo, mesmo sem o preparo adequado. A guarda municipal foi promessa de campanha e nós queremos colocá-la em ação", comentou.

Outro ponto  que o secretário comentou foi a substituição da área azul (estacionamento rotativo), por parquímetros. “Os agentes não estão dando conta da área azul. Mês passado nós tivemos 700 cartelas rosa que se reverteram em três multas. O parquímetro é um dispositivo eletromecânico onde até os comerciantes poderão dar créditos para seus clientes, creditando na placa do carro”, informou.

Trânsito de caminhões pesados 

Os comerciantes reclamaram da falta de limitação de alguns caminhões que trafegam pela Av. Luís de Camões e atrapalham o trânsito naquela região. Para isso, o Diretor de Segurança Pública informou que será ampliada a lei que hoje limita o peso, comprimento e altura para o trânsito dentro da cidade. “Hoje essa lei é aplicada apenas na Avenida Carahá e na Dom Pedro II. Mas será ampliada e passará para Av. Luís de Camões, Duque de Caxias e até para a BR-282. Assim não poderão circular dentro da cidade veículos acima de cinco toneladas e com  mais de três eixos, só truque. E no anel que pega o centro também será limitado a três metros de altura", explicou Paes.

Assessoria de Imprensa da CDL de Lages