A prefeitura de Lages e o Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) firmaram parcerias nesta segunda-feira (15). A solenidade aconteceu no Auditório Verde da Engenharia Ambiental da instituição. O prefeito Elizeu Mattos e o diretor-geral do CAV, João Fert Neto, assinaram o acordo de cooperação técnica. O objetivo é o desenvolvimento rural do município por intermédio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca, com ações conjuntas.

O secretário da Agricultura e Pesca, Moisés Savian, explica que nos próximos três meses será elaborado o plano de trabalho especificando o desenvolvimento das atividades, metodologia, etapas e prazos. A parceria abrange as áreas técnicas de pastagens, fruticultura, horticultura, recuperação florestal, laticínios, piscicultura e zoonoses.

Savian diz que o ponto central do acordo será o suporte técnico-científico. “No dia a dia da secretaria estamos envolvidos com os problemas e não há suporte de uma universidade do porte da Udesc, onde são oportunizados quatro cursos de graduação, nove de pós-graduação, cinco de mestrado e quatro de doutorado, entre os melhores avaliados do país”, relata.

Na prática, professores doutores nas áreas de piscicultura ou agricultura fornecerão seu conhecimento e se relacionarão com a Secretaria da Agricultura e Pesca, contando com estudantes em estágio. “Hoje o acordo sela uma parceria que já vem sendo construída”, reflete. O diretor-geral do CAV, João Fert Neto, ressalta que será possível a cessão de capacidade técnica de professores doutores e de pesquisas, com aplicabilidade na resolução de problemas e contribuição a situações em que o município, sem um corpo técnico específico, não teria condições.

Fomento

O prefeito Elizeu lembra que em Lages, em breve, será inaugurado um frigorífico de pescados (Belo Peixe), às margens da BR-116, e para sua operação plena será imprescindível a produção acontecer em velocidade compatível. “Para abastecer a empresa será necessário ter número considerável de produtores e de produtos. A criação de peixes tem de ser fomentada. E esse acordo hoje firmado abordará e trabalhará bem a questão. É mérito de poucas cidades do país contar com uma universidade do gabarito da Udesc e Lages tem de aproveitar essa vantagem”, explica. O vice-reitor da Udesc, Marcus Tomasi, e o secretário do Meio Ambiente, Mushue Hampel, participaram da solenidade.

Cães: CAV realiza castrações de fêmeas

Firmou-se também nesta segunda-feira convênio com o curso de Medicina Veterinária do CAV/Udesc para o controle populacional de cães em Lages, ligado ao controle da proliferação de animais domésticos, com prioridade nas fêmeas. A parceria é com as Secretarias da Saúde e do Meio Ambiente e Serviços Públicos. Serão repassados, pelo município, ao CAV, R$ 3 mil por mês para o custeio das atividades e aquisição de insumos.

O credenciamento e triagem de animais de famílias em situação econômica vulnerável serão feitos pela Gerência de Proteção Animal da Secretaria do Meio Ambiente. “Lages deverá alcançar patamar de referência no Estado e no país em relação ao controle da proliferação de animais”, acredita Mushue Hampel. “No caso específico dos animais de rua, será uma colaboração tanto com o trabalho de extensão e educação quanto ao próprio trabalho da estrutura do hospital veterinário. Temos um projeto de construir um novo hospital e solicitaremos colaboração da prefeitura. Esta obra terá um custo de R$ 9 milhões”, calcula João Fert Neto.

Informações Secretaria de Comunicação Prefeitura de Lages