Durante o Encontro Nacional da Indústria (ENAI), ocorrido nos dias 5 e 6 deste mês, em Brasília, temas que tratam diretamente do desenvolvimento do setor em todo país foram debatidos. O vice-presidente da Federação da Indústria de Santa Catarina (Fiesc) na Serra, Israel Marcon, esteve no evento e acompanhou a entrega de documento à presidente Dilma Rousseff listando 42 itens prioritários elencados pelos estados brasileiros, dentre os quais, alguns levantados pelos industriais serranos e catarinenses. Com base em estudos, a Carta apresenta propostas ao próximo governo.

Para Israel, é importante que as lideranças regionais participem das iniciativas como esta promovida pela Confederação Nacional da Indústria e pela Fiesc, pois é possível trazer à tona problemas que afetam diretamente o progresso do setor. Ele destaca a insegurança jurídica, os baixos investimentos em infraestrutura, os avanços que faltam nas relações de trabalho, a baixa produtividade, os altos tributos, a burocracia excessiva e as questões educacionais. “A indústria está disposta a dialogar para encontrar saídas, definindo metas e cobrando os resultados. A indústria tem pressa”, afirma.

Catarinas Assessoria de Imprensa