Em sua chegada a Lages, Chico informou que, tanto quanto brigar por espaço no time do Internacional, ele estava no clube para aprender. "O pessoal disse para aproveitar ao máximo a presença do Reinaldo, do Marcelinho", disse ele em uma entrevista sobre o conselho que ouviu no Atlético Paranaense, seu clube de origem. O conselho foi seguido à risca: em seu jogo de estreia no time dos gols bonitos, no domingo, contra a Chapecoense, Chico ampliou a galeria colorada de golaços - e, de quebra, pôs o clube mais perto de uma vaga na Copa do Brasil de 2016.

Aos 19 anos, Chico é o jogador mais jovem do elenco do Internacional de Lages (ele completa 20 anos apenas no dia 5 de maio). O atacante é um dos cinco atletas que chegaram ao clube no fim fevereiro por meio de uma parceria entre o Colorado Lageano e o Atlético Paranaense, que cedeu o quinteto por empréstimo.

Francisco da Costa Aragão é natural de Taquari (RS), tem passagens pelas categorias de base de Grêmio e Internacional e também pela equipe profissional do Novo Hamburgo. No ano passado, deixou o Novo Hamburgo para se integrar ao time sub-23 do Atlético Paranaense.

Com 1,84m de altura, o jogador tem na presença de área, na força física e - como se viu no domingo, contra a Chapecoense - no potente chute de perna direita algumas de suas características mais marcantes. Ele já tinha sido relacionado pelo treinador Marcelo Mabilia inúmeras vezes desde sua chegada ao Inter, mas ainda não tinha tido a oportunidade de jogar.

No domingo, entrou em campo aos 25 minutos do segundo tempo. Aos 38, soltou a bomba, que fez as vezes de cartão de visitas. Se o mundo do futebol ainda não sabia quem era o menino de apelido simples, agora sabe. Muito prazer, Chico, do Inter de Lages.

 

Informações Assessoria de Imprensa Inter de Lages