O capitão e camisa 10 do Internacional de Lages no Campeonato Catarinense de 2015, Marcelinho Paraíba, deixou Lages nesta quarta-feira. Mas, antes antes de partir, ele fez questão de deixar uma carta de despedida e agradecimento à cidade e à torcida colorada. Marcelinho tem contrato com o Inter até o dia 18 de maio, mas não enfrenta o Figueirense no domingo porque está suspenso.

Leia a carta de Marcelinho:

Três meses se passaram, e hoje acaba um ciclo. Todos os nossos momentos ficaram na memória, e cada grito que vinha da arquibancada empurrava mais e mais nossa equipe. Hoje, todas essas imagens passam voando em frente os meus olhos, e, em um certo ponto, formam um borrão e se transformam em um abraço maravilhoso que recebi no meu último jogo no Tio Vida.

Agradeço a todos sem exceção: ao presidente Cristopher Nunes, que confiou no meu trabalho, ao professor Mabilia, com quem compartilhei minhas experiências, à comissão técnica e aos demais funcionários do clube, que me apoiaram e dedicaram-se para que nossos objetivos fossem alcançados.

Os jogadores passam, mas o Inter de Lages permanece. Meus companheiros de time permanecem. Desejo o melhor e estarei sempre torcendo por eles.

Mas, acima de tudo, quem permanece são os torcedores. Vocês é que são o Inter de Lages. Essa camisa, que desejei e respeitei, eu amei e sempre vou amar, sem pausas ou descontos. Fico feliz pelo fato de que outros jogadores depois de mim poderão vestir essa camisa e usar a 10, que eu usei. Fico feliz por quem vier usá-la no próximo ano e também por quem está neste momento sonhando em um dia poder vesti-la. Eu ficaria orgulhoso em saber que alguém deseja seguir os meus passos, assim como eu já sonhei em seguir os de outros campeões, outros exemplos, outras lendas.

A partir de amanhã, não serei mais um jogador do Inter de Lages. Mas sempre serei um de vocês. Agora, uma nova aventura começa, e eu estou tão entusiasmado quanto estava há 19 anos.

Obrigado por tudo,

Marcelinho Paraíba