Na manhã de sábado (22/08), o prefeito Toni Duarte e o governador Raimundo Colombo participaram de solenidade de entrega simbólica de 12 casas para famílias que residiam em áreas de risco. O ato ocorreu no conjunto habitacional, localizado na rua Antonio de Oliveira Waltrick, bairro Santa Catarina, com a presença do secretário da Defesa Civil estadual, Milton Hobus, e da deputada federal Carmen Zanotto, além de várias outras autoridades municipais e estaduais.

As 12 novas casas foram construídas através de parceria entre o governo catarinense e a prefeitura de Lages para atender diretamente nove famílias que tiveram suas moradias avariadas em decorrência de fortes chuvas ocorridas em 2013. Desde então, essas famílias foram encaminhadas para o aluguel social, mantido pela prefeitura. Outras três que também residiam em áreas de risco foram contempladas com casas modulares construídas com recursos da Defesa Civil.

O prefeito Toni Duarte disse durante o ato de entrega das casas que a prefeitura se preocupou em encontrar uma área digna de moradia às famílias que sofreram com as adversidades climáticas. “Essa parceria entre o governo do Estado e a prefeitura de Lages traz dignidade de vida aos moradores das áreas de risco, pois elas irão residir bem próximo ao Caic (Centro de Atenção Integral à Criança Nossa Senhora dos Prazeres), creche, Unidade de Saúde e do campo de futebol”, destaca Toni.

Já o governador agradeceu a parceria com a administração municipal e solicitou do prefeito Toni a liberação de terreno anexo para ampliação do conjunto habitacional para que mais famílias possam ser tiradas de outras áreas de risco. “Cabe ao Estado proteger e promover os cidadãos que sofrem com as intempéries e a prefeitura é nossa parceira nesse trabalho”, diz Colombo.

O pedreiro Iraci dos Santos, juntamente com a esposa e filho, esteve no sábado no ato de entrega das casas. Ele residia na rua Maria Otília Amaral, no bairro Santo Antonio, de onde teve de sair devido ao perigo de desmoronamento de terra. “Ficamos um tempo em aluguel social e agora vamos mudar para a casa nova, aqui no Santa Catarina. A casa é muito boa”, garante.

Casas modulares

Foram gastos, com recursos da Defesa Civil, R$ 456 mil na construção das 12 casas, cada uma com 39 metros quadrados de área construída. As casas têm dois quartos, sala-cozinha, banheiro e área de serviço, e isolamento térmico, o que possibilita a permanência de temperatura média no interior da residência durante o verão e o inverno. Além disso, a estrutura é reforçada com aço o que dá resistência a queda de granizo, por exemplo, e em casos de incêndio.

A prefeitura de Lages adquiriu o terreno de sete mil metros quadrados, fazendo ainda a terraplanagem, instalação de água e esgoto e rede pluvial, bem como a escrituração dos imóveis. A energia elétrica ficou a cargo das Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc).

Assess. de Imprensa da PML - Fotos: Nilton Wolff