O projeto do deputado federal Alceu Moreira (RS), que visa a federalização da rota Caminhos da Neve, entre as BRs-285 e 282 (Rio Grande

do Sul e São Joaquim), foi aprovado, na última quarta-feira, pela comissão de Transportes da Câmara. Ele ainda tramitará por um longo caminho. Caso seja sancionado, abre a possibilidade da pavimentação ser executada com recursos federais.   Segundo o autor, a ideia surgiu devido à falta de recursos em algumas regiões do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, para a pavimentação da rodovia. O deputado explica que esta rota é um caminho para a visitação da área de vinhos nos dois Estados. “É algo que não está sendo explorado pela falta dessa pavimentação. Os moradores solicitam uma solução há mais de 25 anos”, ressalta.   Para Moreira, caso o projeto seja sancionado pela presidente Dilma Rousseff, o Governo do Estado de Santa Catarina, responsável até então pela pavimentação deste trecho, poderá fazer uma parceria com o Ministério das Cidades, que passará a ser o administrador da obra. “O Dnit deve fazer a pavimentação deste trecho”.   Já a secretária de Desenvolvimento Regional de São Joaquim, Solange Scortegagna Pagani, tem dúvidas de como será, caso ocorra a federalização. Para esclarecer a situação ela aguarda resposta dos órgãos relacionados à obra.   Turismo   A rodovia é considerada vital para o desenvolvimento do turismo na Serra Catarinense. O projeto do deputado inclui também a federalização dos trechos entre Bom Retiro e Urubici e Urubici e São Joaquim, que já estão pavimentados. O problema maior está no trecho gaúcho, que sequer saiu do papel. Outro entrave é a ponte que liga os dois estados e que está em situação crítica. Já foram protocolados pedidos em Brasília para reforma ou construção de uma nova.   Informações Portal Serra SC