Um trágico acidente no começo da manhã desta sexta-feira (04/12 - por volta das 7 horas) acabou tirando a vida de um motoqueiro, Luís Carlos de Oliveira, 33 anos. 

O acidente envolveu a moto com placa de Campo Belo do Sul (MBM 9994), conduzida pela vítima fatal, que é natural de São José do Cerrito mas trabalhava e residia em Lages (era vigia no Big Supermercado e voltava do trabalho quando ocorreu o acidente).  

De acordo com populares, o motoqueiro vinha do centro em direção ao Bar do Gordo. Ao atravessar a ponte, foi colhido frontalmente por um ônibus da Transul, placa MJT 0898, de Lages, conduzido pelo motorista João Luís de Moraes, 53 anos.  

Com o forte impacto, o  motoqueiro foi jogado do outro lado da pista. Com graves ferimentos na cabeça, acabou morrendo no local, no acostamento, em frente ao Bar do Gordo. E a moto foi arrastada por 66 metros pelo ônibus, parando quase na sinaleira que existe adiante (na outra ponte). À polícia, o motorista do ônibus disse que o motoqueiro teria furado o sinal e de que a velocidade do veículo no momento do acidente era 20 Km/h. No entanto, populares contestaram essa versão, dizendo que o ônibus estaria com velocidade bem acima da permitida no local (a perícia vai comprovar isso). 

Quando chegamos ao local, por volta das 8 horas, a PM e a Polícia Civil ainda atendiam a ocorrência. O corpo da vítima foi recolhido pelo camburrão do IGP e seria levado ao IML. Não se sabe ainda se alguém teria furado o sinal. 

Texto: Loreno Siega - Revista Visão - Fotos: Loreno, Biguá Jr e Jatir Fernandes (Notícia no Ato).