Uma decisão política pública do município contribuirá para a transformação do dia a dia das famílias moradoras de Lages que sobrevivem da renda obtida com o recolhimento, triagem e comercialização de resíduos provenientes da coleta seletiva. Um largo passo para o alcance desse propósito foi dado na tarde desta terça-feira (29). Trata-se de um convênio entre a prefeitura e a Cooperlages.

O prefeito Elizeu Mattos assinou o documento destinando R$ 18 mil mensais por 12 meses, totalizando R$ 216 mil, podendo ser renovado daqui a um ano. “A população precisa nos ajudar e participar desse processo de coleta seletiva. Acreditamos que daqui em diante, com essa nova organização, os serviços serão melhorados e possamos nos tornar um exemplo”, diz Elizeu.

A Cooperlages está situada no bairro São Miguel. As atividades são acompanhadas pela Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP), da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac). A presidente da Cooperlages, Neuzita dos Anjos, diz que os recursos serão aplicados na aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), uniformes e manutenção de esteiras e prensas, entre outros. “Agradecemos ao prefeito Elizeu e esperamos, com ansiedade, que dê tudo certo, pois dezenas de famílias dependem dos bons resultados desta parceria”, argumenta Neuzita.

O professor coordenador do ITCP, Geraldo Augusto Locks, e o diretor executivo do Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico, Meio Ambiente, Atenção à Sanidade dos Produtos de Origem Agropecuária e Segurança Alimentar (Cisama), Selênio Sartori, estavam presentes. “Tenho 46 anos de moradia em Lages e hoje estou vendo uma cena inusitada junto aos catadores cooperados. Poderemos iniciar uma Política Nacional de Resíduos Sólidos. Nosso município está enquadrado na Lei Federal número 12.305, um grande esforço do governo federal. Lages poderá ser referência para qualquer município. No ITCP temos um grupo de 15 professores e estudantes engajados na causa”, destaca Locks. “Parabéns à administração pela decisão política que tomou em favor destas famílias”, completa Selênio.

Assess. de Imprensa da PML - Fotos: Márcio Ávila