O Dia Mundial do Meio Ambiente é celebrado em 5 de junho, mas em Lages será o mês inteiro de atividades envolvendo a comunidade. A programação foi elaborada pela Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos e instituições parceiras. A abertura será na segunda-feira (6) com uma palestra com o professor Daniel José da Silva, da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc). O evento será no teatro do Serviço Social do Comércio (Sesc), às 19h30min, com entrada gratuita. O tema abordado será “Uma perspectiva civilizatória para as questões ambientais locais”. Daniel trabalha há muitos anos com educação ambiental e sustentabilidade e vai abordar o tema voltado a todos os públicos, principalmente estudantes.

A programação terá continuidade ao longo do mês, com atividades ao ar livre, palestras, trilhas, oficinas, seminários e até uma pedalada ecológica. Toda semana haverá dias voltados ao meio ambiente, discutindo questões como a preservação da Mata Atlântica e os impactos ambientais causados pela falta de consciência ambiental humana. “O tema deste ano é ‘Pensando globalmente, agindo localmente’, com o intuito de promover a conscientização da população. Boas atitudes ajudam a diminuir a poluição e contribuem com o meio ambiente numa escala maior”, diz Michelle Pelozato, bióloga da prefeitura e uma das organizadoras dos eventos.

O professor Daniel José da Silva voltará no dia seguinte, 7 de junho, com uma oficina de conhecimentos, que será ministrada no Centro Ambiental Ida Schmidt, no parque Jonas Ramos (Tanque). A oficina é voltada para técnicos da prefeitura, com o objetivo de capacitá-los para desempenharem o trabalho de educação ambiental no município, principalmente com os projetos executados nas escolas.

Este ano o Mês do Meio Ambiente será sustentável, uma iniciativa inédita dos organizadores. Todos os impactos gerados, por menores que sejam, serão contabilizados, desde a energia utilizada ao consumo de papel e outros insumos, resíduos e até a emissão de Dióxido de Carbono (CO²). Uma forma de neutralizar o impacto será o plantio de árvores em algum local estratégico. O ato será em setembro, com a participação da comunidade estudantil.

Instituições parceiras

A programação conta com a parceria de instituições como o Instituto José Paschoal Baggio, Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures), Consórcio Intermunicipal da Serra Catarinense (Cisama), Serviço Social do Comércio (Sesc), Grupo Garis, Projeta Ambiental Jr., Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema), Polícia Militar Ambiental, Klabin, Programa Matas Legais e Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi).

Programação:

06/06: 19h30min – Abertura com palestra no teatro do Sesc

06 a 30/06 – Trilha Ecológica no Parque Natural Municipal (com agendamento)

07/06: 8h30min – Oficina para técnicos sobre sustentabilidade no Centro Ambiental

13 a 14/06: 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min – Oficina para professores “Pequenas atitudes, grandes mudanças”, no Centro Ambiental

20 a 23/06 – Oficina “Cores da Terra”, promovida pela Epagri, no Centro Ambiental

22/06: 8h30min – Seminário “Preservação da Mata Atlântica”, no CAV/Udesc

23/06 – Seminário “Preservação da Mata Atlântica”, para técnicos, na Amures

26/06: 9h30min – II Pedalada Ecológica, com percurso da praça Joca Neves até o Parque Natural

27 a 29/06 – Oficina “Água em Foco”, no Centro Ambiental

30/06 – Projeto Arte Vida Verde, do Sesc, na praça João Costa (calçadão)

Assess. de Imprensa da PML