Os membros da Câmara Setorial da Uva e do Vinho de Santa Catarina se reuniram nesta quarta-feira (02), em Campo Belo do Sul. Criada com o objetivo de fortalecer a vitivinicultura no estado, a Câmara reúne-se periodicamente em locais diferentes e, pela primeira vez, o encontro foi realizado na Vinícola Abreu Garcia, que completa 10 anos em 2016.

Na pauta da reunião, três destaques: a discussão do Modervitis, projeto de modernização no setor desenvolvido pela Embrapa; a apresentação dos indicadores sobre a safra catarinense deste ano, cuja colheita terminou em abril; e a eleição do novo coordenador da Câmara, Vinicius Caliari, que é gerente de pesquisa da Epagri de Videira.

“As reuniões da Câmara são muito importantes, pois é o único local onde se sentam os responsáveis pela cadeia produtiva da uva, do vinho e do suco”, explica engenheiro Jean Pierre Rosier, enólogo da Abreu Garcia. Segundo ele, a safra deste ano foi difícil para todos. Os dados apresentados durante a reunião indicam uma redução de 60%. “O excesso de chuva e a geada tardia prejudicaram a colheita, especialmente da uva branca, a Chardonnay”, explicou.

Após a reunião, que durou três horas, as lideranças do setor realizaram a visita no sítio arqueológico, vinhedo e capela da Abreu Garcia.

 

Jornalista Paulo Scarduelli - Foto: Leonardo Ferrari/ Divulgação