Ao menos 800 pessoas estão participando desde a manhã desta terça-feira, em São Joaquim, da 12ª edição do Seminário Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado – Senafrut. O evento no Centro de Eventos segue até quinta-feira (16/06), com uma programação que contempla exposições, feiras, negócios e palestras com os mais diversos assuntos como manejo das plantas, importação de frutas, fitossanidade, mercado do agronegócio, mecanização, produtividade e novidades no setor da fruticultura.

Fruticultores, estudantes, pesquisadores, técnicos e fornecedores de produtos diversos relacionados à fruticultura participam do evento,- que este ano atraiu palestrante até do exterior. "Nesses três dias da Senafrut teremos 25 apalestras com alguns dos melhores pesquisadores do mundo, sobre fruticultura. São 165 trabalhos científicos que serão apresentados e que tornam esse o principal seminário do gênero no Brasil”, disse o prefeito Humberto Brighenti.

Pesquisadores e técnicos da países como Argentina, Chile e Itália, estarão palestrando no Senafrut que tem como objetivo atualizar o setor da maçã no campo das pesquisas e trazer novidades e tecnologias para o setor.

Maior produtor nacional de maçã 

Hoje a região de São Joaquim é o maior produtor nacional de maçã com mais de 50% da produção catarinense e quase 40% da produção nacional. A estimativa é que a região da Amures seja responsável por uma movimentação econômica de quase R$ 2 bilhões por ano, só em torno da atividade da fruticultura de clima temperado.

A maçã gera mais de 40 mil empregos com ocupação de uma área de 12 mil hectares e produção de 400 mil toneladas por ano. A maçã responde ainda, por cerca de 70% do movimento econômico de São Joaquim. Todos esses dados foram apresentados na abertura do Senafrut.

A palestra de abertura foi sobre mercado e clima com manifestação do especialista em agronegócio Ricardo Vanz, do engenheiro agrônomo e doutor Willian da Silva Ricce e a engenheira agrônoma e doutora Cristina Pandolfo.

Convidados como Thomas Fichet, doutor da Universidade do Chile, José Luiz Petri, mestre da Estação Experimental da Epagri de Caçador são atrações consideradas imperdíveis no evento. Participam do Senafrut ao menos 75 expositores e mais de 55 empresas de várias regiões do pais ligadas a fruticultura.

Oneris Lopes  (DRT - 4347/SC) - Associação dos Municípios da Região Serrana