O Presidente do Instituto Órion, empresário Valmir Tortelli, acompanhado pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico de Lages, Juliano Chiodelli; pela representante do Núcleo de Tecnologia da ACIL, empresária Nelissa Gevaerd Colossi Branco;  pelo Secretário da ADR Lages, Sr Luiz Gustavo Bazzo Assink; empresário Roberto Amaral (um dos idealizadores do projeto) e pelo Sr. Jean Carlo Vogel, Diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Secretaria de Estado do  Desenvolvimento Econômico Sustentável, receberam a imprensa na tarde desta segunda-feira (20/06) nas dependências do Centro de Inovação do Órion Parque Tecnológico.

O objetivo foi apresentar oficialmente à imprensa local e regional o prédio do Centro de Inovação, que será inaugurado oficialmente na próxima sexta-feira (24/06), às 10 horas, com a presença do Governador Raimundo Colombo. À tarde, também na sexta-feira, estão programadas diversas palestras técnicas sobre inovação, empreendedorismo e assuntos congêneres para empresários, estudantes de nível técnico e superior e para a comunidade.

Prédio moderno, bonito e funcional

O prédio, em obras finais de acabamento, chama atenção pela beleza e funcionalidade. Em cinco pavimentos, terá um amplo hall de recepção (onde funcionarão serviços como espaço para exposições e eventos, lanchonete e café, banheiros e espaço para  recreação). No piso logo acima, estão localizados 4 auditórios (cada qual para 100 pessoas), espaço multiuso que poderá se transformar em um grande auditório ou quatro diferentes salas (conforme a necessidade). No terceiro piso, haverá salas para abrigar empresas (cada qual com 30 m2 de área), que terão completa infraestrutura (mesas, cadeiras, computadores e internet Wi-Fi). Há também uma ampla sacada, de onde pode-se contemplar os demais terrenos do Parque Órion (que tem 89 mil m2 de área – onde ficarão outras empresas de tecnologia), além de uma bela visão do IFSC e dos terrenos da Epagri.

Os dois últimos pavimentos também abrigarão salas para empresas, além de sala de reuniões (em cada um dos pavimentos há pelo menos duas destas salas, completamente equipadas).

Vista geral da sacada do Centro de Inovação - Em frente, terraplanagem da futura nova unidade da empresa NDDigital - E no terreno entre o IFSC e a NDDigital será implantada a Faculdade de Tecnologia do Senac. 

Instituto Órion vai administrar o empreendimento

Embora o prédio do Centro Tecnológico ficará vinculado à Prefeitura Municipal, quem  vai gerir o Centro de Inovação – e o Órion Parque Tecnológico – com total autonomia - será o Instituto Órion, uma entidade composta por 12 membros (4 representantes de Universidades, 4 representantes de Governos e 4 representantes de Empresas – a chamada tríplice hélice). Essa entidade terá um Diretor Executivo contratado (pessoa que já foi escolhida, embora ainda não possa ser divulgado seu nome). E as empresas que lá se instalarem (no Centro de Inovação) precisarão se inscrever num edital público que conterá todos os requisitos e exigências legais e necessárias (obrigatoriamente a empresa deverá trabalhar com algum tipo de inovação, que pode ser de produto, processo, gestão e/ou apenas uma inovação incremental (algo novo que alguma empresa venha a produzir, por exemplo). Portanto, nem só empresas de TI ou de Biotecnologia poderão se instalar no local, como a gente achava. 

Lages será referência em Inovação

Lages será a primeira de 13 cidades catarinenses a terem seu Centro de Inovação inaugurado. Há outras cidades onde as obras de construção encontram-se em 50% de seu total. Ou seja, vai levar pelo menos mais um ano para ficarem prontos. A cidade serrana, desta forma, será pioneira neste modelo de incentivo à inovação e tecnologia em SC. Na verdade, o processo foi liderado por Lages ainda nos anos 2007/2008, ainda quando Luiz Henrique da Silveira era governador. Tanto que o Centro de Inovação de Lages levará o nome do ex-governador como forma de homenageá-lo (a Câmara de Vereadores deverá votar o projeto nesta semana).

Em maio de 2011, no primeiro ano de Governo de Raimundo Colombo, uma equipe de Lages e de SC foi visitar a região da Catalunha, na Espanha, onde funciona com muito sucesso  um modelo de Parques Tecnológicos iguais ao que será implantado em SC. E só agora, em 2016, é que será inaugurado o primeiro, sendo que Lages servirá de referência e modelo por ser o primeiro.

O prédio custou aproximadamente R$ 9 milhões, sendo R$ 6 milhões da obra física (4.500 m2 - e 5 pavimentos - dinheiro doado pelo Governo de SC, através da Fapesc), com mais R$ 3 milhões da Prefeitura (incluindo obras complementares como arruamento, terraplanagem, iluminação de todo o parque tecnológico, calçadas, estacionamento, etc). A construção começou no final de 2013. E só agora está sendo concluída. 

Texto e Fotos: Loreno Siega – Revista Visão