Durante a inauguração do Orion Parque – Centro de Inovação Tecnológico Luiz Henrique da Silveira, muito se falou sobre inovação e trabalho colaborativo. Isso porque não se fala em tecnologia sem mencionar a colaboração entre as pessoas para chegar a um determinado resultado.

Na palestra do especialista em solução Google Apps For Work, Rômulo Simas, além de elucidar a metodologia Google de trabalhar no atual mercado de trabalho, Simas ressaltou a importância de novas ferramentas que trabalhem de forma colaborativa nas empresas, agilizando processos.

Mas para tal inovação é preciso uma mudança em ambas as pontas: funcionários e empresas. “Hoje as empresa estão esperando funcionários que façam algo a mais, que busquem inovação, que não só pense no seu processo de trabalho e sim no todo. ‘Como vou melhorar o meu setor, a minha empresa, de forma geral?’. Quando a gente fala de cultura de inovação, pensar diferente, é neste sentido, de os profissionais que estão entrando no mercado, terem esta visão. E do outro lado, as empresas também têm de estar preparadas para receber esses profissionais, porque eles pensam diferentes, agem diferentes, tem expectativas diferentes. Tem de ter uma adequação e adaptação entre funcionários e empresas para que isto fique numa mesma sintonia”, comenta Simas.

E as empresas que não pensarem em fazer diferente tendem a reduzir e ficar pior, porque o concorrente está pensando nisso. “Se ela não fizer, vai ficar para trás”, ressalta o especialista.

 

Agilidade na palma da mão

O perfil das pessoas que estão saindo das universidades e entrando no mercado de trabalho, tem uma expectativa diferente, segundo Simas. “Tem uma velocidade diferente”, complementa.

O especialista percebe que as pessoas chegam à empresa e muitas vezes tem o impacto: “Poxa, na minha vida eu trabalho tudo com agilidade, com tudo na palma da minha mão e na empresa eu não consigo fazer, não consigo trabalhar da forma que eu vivo”, exemplifica. Então, de acordo com ele, muito disso a Google leva às empresas, aproximando a tecnologia que as pessoas tem na mão, para poder trabalhar.

Inovação começa na universidade

A Google é uma empresa que está sempre inovando. Não a toa que a gigante da tecnologia trabalha também nas academias universitárias. “Nós temos uma linha extremamente forte nas universidades. Existe a plataforma Apps For Education (aplicativos para educação)”, comenta Simas.

Ferramenta que, inclusive, está chegando para Lages. “Estamos formando algumas parcerias para já nas universidades os alunos terem contato com isto, que serão as mesmas ferramentas que eles vão encontrar no mercado de trabalho. Isso já uma quebra de paradigma, que o aluno sai da universidade, entra na empresa e continua trabalhando da mesma forma que ele vive”, completa o especialista.

 

Princípios Google

Além de falar a cerca das ferramentas Google Apps For Work (aplicativos para o trabalho), Simas também explicou a metodologia Google de trabalhar, que trata basicamente de oito princípios:

1. Contrate as pessoas certas
2. Compartilhe tudo o que puder
3. Liderança para sonhar
4. Pense 10x
5. Comece e continue ouvindo
6. Busque por ideias em todo o lugar
7. Foco no usuário, não no competidor
8. Use dados, não opiniões

 

Vinicius Prado - Revista Visão