A linha aérea Lages/Campinas vem movimentando vários segmentos econômicos da cidade. O voo comercial da Azul agrega benefícios para diversas empresas e prestadores de serviços. O aeroporto federal Antônio Correia Pinto de Macedo vem mostrando esse impacto. O local reflete as oportunidades geradas pela implantação do voo.

Durante as tardes, dezenas de taxistas e locadores de automóveis concentram-se no local. Eles oferecem um serviço essencial para quem chega à cidade. “Pessoas de fora entram em contato todos os dias pedindo um veículo. Estou surpresa e feliz com essa demanda”, ressalta a proprietária da Serrana Aluguel de Carros, Érica Camargo.

Os taxistas contam que a maioria dos passageiros que desembarca na cidade pede para ir a estabelecimentos como hotéis, cafés e lojas. Eles também ressaltam que a demanda vem aumentando o consumo de combustível e a necessidade de manutenção (lavação do táxi, por exemplo).

Passageiros com diferentes perfis

Os voos seguem com uma média que varia entre 70% a 80% de ocupação. E eles transportam pessoas com diferentes perfis e objetivos. A aeronave pousa e decola com passageiros interessados em fazer turismo, alavancar negócios ou visitar parentes e amigos.Onilde Stiven e a neta Isabela retornaram para Itupeva (SP) após uma temporada de descanso na casa de familiares em Fraiburgo. “Viemos de ônibus há um mês. Foram 12 horas de viagem. Quando eu soube do voo, não pensei duas vezes. Campinas fica a 20 minutos da minha cidade”, diz.Gema Borges fez o caminho inverso. Ela veio de Araras (SP) para visitar parentes que residem em Campos Novos.

Marcela Evangelista e Tarsis Fagundes são funcionários da Tenco. Eles vieram de Taubaté (SP) para um intercâmbio no Lages Garden Shopping. “A empresa trabalha com a troca de experiências e o voo facilitará a vinda de profissionais para agregar valor ao shopping”, diz Marcela.

O gerente do supermercado Martendal, Júlio Carlos de Souza, retornou de uma viagem de negócios. “Fui a São Paulo negociar com fornecedores em potencial. O voo abre esse leque de oportunidades, agregando valor à empresa, e consequentemente aos clientes”, ressalta. O projetista de softwares, Ronaldo de Oliveira dos Santos, por sua vez, veio do Rio de Janeiro a trabalho. “Sempre ouvi falar que Lages é um lugar promissor e vim conhecer a cidade com o objetivo de expandir negócios”, diz.

 Assess. de Imprensa da PML - Fotos: Toninho Vieira