A produção de maçã no Brasil, os desafios e oportunidades para o desenvolvimento da cadeia produtiva serão temas do Ciclo de Palestras e Debates, promovido pela Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado Federal, nesta sexta-feira, 9. Santa Catarina foi o estado escolhido para sediar o evento por ser o maior produtor de maçã do país e uma referência em fruticultura. O Ciclo de Palestras se inicia às 14h, no Centro de Eventos Newton Stélio Fontanella, em São Joaquim.

Para o debate, foram convidados representantes da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, professores universitários e representantes da Associação Brasileira de Produtores de Maçã (ABPM) e da Associação dos Produtores de Maçã e Pera de Santa Catarina (Amap).

Santa Catarina encerrou a safra 2014/15 como o maior produtor nacional de maçã, responsável por 48% da produção brasileira. O Estado teve uma colheita de 613,8 mil toneladas em 17,6 mil hectares na última safra. Das mais de 600 mil toneladas de maçãs produzidas, 53% são da variedade Gala, 43,6% são da variedade Fuji e os 3,3% restantes agrupam variedades precoces. A produção está concentrada em São Joaquim, Fraiburgo, Bom Retiro, Bom Jardim da Serra, Monte Carlo e Urubici.

Assess. de Imprensa da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca - Foto: Nilson Teixeira/ Epagri