Uma parceria entre o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC) e a Prefeitura de Correia Pinto disseminará a cultura do empreendedorismo nas seis escolas municipais da cidade. As atividades serão realizadas por meio do curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos (Jepp), voltado a mais de 1200 mil alunos do ensino fundamental do primeiro ao nono ano.

O consultor do Sebrae, Clóvis Alessio, explica que o treinamento estimula o corpo docente a desenvolver atitudes empreendedoras nos estudantes e a possibilitar melhores oportunidades profissionais no futuro. “O professor é o motivador desta metodologia dinâmica que busca trabalhar o cotidiano na escola de forma diferente, de modo a fazer com que crianças e adolescentes desenvolvam o espírito empreendedor”.

Em 28 horas de treinamento o consultor do Sebrae trabalha dois eixos principais: comportamento empreendedor e plano de negócios. Como temas transversais são abordados assuntos como cultura de cooperação, cultura de inovação, ecossustentabilidade, ética e cidadania.

No Jepp, os alunos têm que criar, desenvolver e administrar uma pequena empresa. Toda a metodologia é executada pelos professores, que ensinam noções básicas de empreendedorismo, como determinação, inovação, criatividade e busca por resultados.

Inovação da questão pedagógica

Atualmente, não existe na grade curricular conteúdo direcionado para o empreendedorismo.  “O material é muito atrativo. O aprendizado é multidisciplinar e abrange todas as áreas. Esperamos que a relação entre escola, pais e alunos seja fortalecida e que os conhecimentos adquiridos sejam levados para a realidade de cada um”, diz a coordenadora pedagógica da Secretaria Municipal de Correia Pinto, Vera Lúcia Barboza da Silva.

 

Conhecimento e um novo jeito de ensinar

Com experiência profissional de mais de 33 anos, a professora Arlete Vigo está empolgada e ansiosa para repassar conhecimento de uma forma diferente para seus alunos. “Com esse projeto, poderemos ir além do ensino básico, é o momento certo para implantar o empreendedorismo como uma prática do dia a dia e preparar nossos alunos para o futuro”.

O Jepp, além de uma preparação para os alunos, significa despertá-los para novas oportunidades. A técnica pedagógica, Silvania Amaral Fae, acredita nisso. “O projeto não tem foco apenas em preparar as crianças e jovens para o mundo dos negócios, mas na obtenção de êxito na vida pessoal”.

Durante o desenvolvimento do projeto na escola, os participantes poderão trazer para a prática o conhecimento recebido por meio da teoria “É muito dinâmico, gera curiosidade sobre o conhecer mais e melhor, e isso tudo se estende até a família. Acredito nesta forma de ensinar, família e escola juntos”, destaca a técnica pedagógica, Páscoa Lenita Bastos Rodrigues.

Depois de aprender, alunos vivenciam a realidade do pequeno negócio

Cada ano do ensino fundamental possui um material específico sobre temas relacionados ao empreendedorismo. As apostilas são ilustradas e coloridas e têm linguagem adequada à idade dos alunos. No final das atividades são realizadas pequenas feiras, onde os participantes divulgam e comercializam os produtos criados nas oficinas do projeto.

Os pais participam ativamente dessas feiras, sendo um momento de grande integração entre a família, a escola e a comunidade em geral. Nessas atividades, os alunos vivenciam a realidade de um pequeno negócio.

 

Texto e fotos Catarinas