Quem estiver interessado em conhecer as oportunidades de formação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) poderá visitar uma das escolas da instituição em todo o País, que abrirão as portas para a comunidade nos dias 28 e 29 de setembro, no evento Mundo SENAI. Em Lages, serão realizadas palestras, dinâmicas e visitas guiadas para apresentar opções de cursos que qualificam para o trabalho na indústria. Toda programação é gratuita.

As atividades começam às 8h e se estendem até as 21h para estudantes do ensino médio, 9º ano do fundamental, cursos técnico e superior. O diretor Telmo Coelho reforça que essa é oportunidade para conhecer melhor a instituição, seus cursos, as várias possibilidades de qualificação e o mercado de trabalho na indústria. “ No Mundo SENAI abrimos as portas da instituição para apresentar à comunidade, em especial aos estudantes, a nossa estrutura, cursos e como ele sairá preparado, se escolher o SENAI”.

O SENAI é um dos cinco maiores complexos de educação profissional do mundo e o maior da América Latina. Seus cursos preparam trabalhadores para 28 áreas da indústria brasileira, desde a iniciação profissional até a graduação e pós-graduação tecnológica. Desde 1942, quando iniciou suas atividades, já formou mais de 65 milhões de trabalhadores. Atualmente, essa rede funciona com 518 unidades fixas e 504 unidades móveis em 2,7 mil municípios brasileiros. Em 2015, a instituição ficou em primeiro lugar na olimpíada mundial de ocupações técnicas, a WorldSkills 2015, o que comprova seu nível de excelência.

Em Santa Catarina, onde integra a FIESC, o Senai possui 63 unidades fixas, que totalizam 923 laboratórios e 565 salas de aula. Em mais de 60 anos de existência no Estado, a entidade registrou mais de 2,4 milhões de matrículas. Os programas de educação profissional abrangem desde áreas do conhecimento tradicionais até a novíssima indústria 4.0, que inclui robôs e tecnologia ao processo produtivo. Mais informações podem ser obtidas no site http://www.mundosenai.com.br/eventos/mundosenai/ ou pelo telefone 3221 3800.

Fotos: Catarinas Comunicação/arquivo